Fim da temporada de caça aos candidatos


Em aproximadamente um ano, os eleitores voltarão às urnas para decidirem quem serão os novos vereadores e prefeito. A norma eleitoral impõe a obrigatoriedade dos candidatos estarem filiados aos partidos desde o ano anterior ao pleito. O prazo de filiação para poder concorrer em 2012, encerrou no último dia sete de outubro, portanto, terminada a temporada de caça a possíveis candidatos ao legislativo municipal e o xadrez político para as próximas eleições vai se desenhando.
Aqueles que se relacionam bem com os vizinhos são reconhecidos por algum feito na comunidade ou tem pretensões políticas, ou seja, são bons puxadores de voto, foram os principais alvos dos dirigentes partidários na tentativa de convencê-los de que chegou a hora de se candidatar. Humildade, comprometimento, ética e carisma, são alguns adjetivos procurados pelos partidos em eventuais candidatos.
Os convites às filiações foram feitos sem qualquer constrangimento. Os partidos não apresentaram, neste momento, qualquer bandeira ideológica, projeto de governo e desenvolvimento para a cidade e, com algumas raras exceções, não estão muito preocupados com ética ou moral dos novos filiados. É puramente um jogo de números com os quais se quer ganhar agora e futuramente, muito embora isto não seja uma regra.
Outro fenômeno comum na política é o famoso troca-troca de legendas. Nos últimos dias foi grande o corre-corre de políticos em nossa cidade para definir mudança de siglas antes do prazo determinado pela Justiça Eleitoral. A dança das cadeiras é uma prática normal entre políticos profissionais que comumente visam apenas conveniências pessoais. Para a sociedade em geral, esses conchavos podem representar um divisor de águas entre os que querem fazer política de forma séria e honrar os compromissos programados e aqueles que desejam apenas garantir suas benesses.
De modo geral, os partidos não se organizam ao longo de um mandato para agregar novos filiados, o que acontece agora é uma prática sistemática e quantitativa, que, muitas vezes, objetiva apenas atrair novas pessoas com o intuito de que sejam candidatos e serem "escada" para alguma figura do partido ser eleita com tranqüilidade.
Pela Lei Eleitoral, cada partido poderá lançar o equivalente a 150% do número de cadeiras a preencher na Câmara Municipal. Na hipótese de formação de coligação, não importando o número de partidos coligados, poderá lançar o equivalente ao dobro do número de cadeiras a preencher, ou seja, 200%. Desses totais, a lei determina que sejam reservados percentuais mínimos de 30% e máximo, 70%, para cada sexo. No vai-e-vem dos cálculos, os dirigentes, preferencialmente, correm atrás daqueles que já disputaram eleições e obtiveram índices consideráveis.
Como as campanhas são personalistas e a maioria das pessoas vota em candidatos, cria-se a ilusão de que o voto não é dado para o partido, e sim para a pessoa. Isso, porém, não passa de ilusão, pois votar em um candidato a vereador específico significa votar no seu partido, manifestando uma preferência pelo candidato escolhido. Já o voto na legenda significa que o eleitor vota em um partido, mas não tem preferência por nenhum dos candidatos.
Por isso, antes de escolher um candidato, é preciso observar com cuidado qual é a visão política predominante no seu partido, verificar se ele faz parte de alguma coligação e buscar saber quais são os candidatos mais fortes dentro do bloco partidário, pois são provavelmente esses os candidatos que serão eleitos com o seu voto. Assim, por mais que seja gratificante votar nos candidatos que despertaram nossa simpatia, não podemos perder de vista que, dentro do sistema proporcional, o nosso voto sempre vai para o partido, contribuindo para a eleição de candidatos que não escolhemos e que muitas vezes representam ideais políticos incompatíveis com os nossos.
Exerça plenamente seus direitos de cidadão, participe, analise, questione e vote democraticamente em quem você confia e que poderá melhor te representar no poder público.

COMENTÁRIOS

Nome

Artigo Artigos Atualidade Ciências Comportamento Contas Publicas Corrupção Cotidiano Curiosidades Economia Eleições Emancipação Emancipações empresários Entrevista Esporte Futebol Americano Justiça Lava-Jato Municípios Policia Politica Política Politica Internacional Politica Local Previdencia Reforma Politica Reforma Política Saúde Seca Segurança Tragedia Turismo Universo
false
ltr
item
Blog do Farias: Fim da temporada de caça aos candidatos
Fim da temporada de caça aos candidatos
http://4.bp.blogspot.com/-MdwJR8uZe_M/TpNb7eU7g1I/AAAAAAAAAjE/gxZsDSr82hE/s320/elei%25C3%25A7%25C3%25B5es2012.jpg
http://4.bp.blogspot.com/-MdwJR8uZe_M/TpNb7eU7g1I/AAAAAAAAAjE/gxZsDSr82hE/s72-c/elei%25C3%25A7%25C3%25B5es2012.jpg
Blog do Farias
http://emancipaceara.blogspot.com/2011/10/fim-da-temporada-de-caca-aos-candidatos.html
http://emancipaceara.blogspot.com/
http://emancipaceara.blogspot.com/
http://emancipaceara.blogspot.com/2011/10/fim-da-temporada-de-caca-aos-candidatos.html
true
4216968732743182172
UTF-8
Nenhum post encontrado VER TUDO Ler mais Responder Cancelar resposta Excluir Por Home PÁGINAS POSTS Ver Tudo Recomendado pra você ETIQUETAS ARQUIVO SEARCH TODOS OS POSTS Nenhum post encontrado Back Home Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para desbloquear Copiar Código Completo Selecionar Código Completo Todos os códigos foram copiados para sua área de transferência Não foi possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C com Mac) para copiar