Jornalistas da Record que investigam Odebrecht são presos na Venezuela

A organização relatou que os repórteres coletavam informações sobre uma ponte construída pela empreiteira brasileira no lago de Maracaibo, em Zulia


Os jornalistas brasileiros Leandro Stoliar e Gilzon Souza, da RecordTV, foram detidos neste sábado (11) pelo Serviço de Inteligência venezuelano no Estado de Zulia, no norte do país, denunciou a ONG Transparência Venezuela.

Eles investigavam as denúncias de suborno por parte da construtora Odebrecht na Venezuela.
A comissão do Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional (Sebin) os deteve e os acompanhou até sua sede em Maracaibo para ter uma entrevista. Ao chegar, tiraram seus telefones celulares. A Transparência Venezuela exige sua libertação", afirmou a ONG em comunicado.
A organização relatou que os repórteres coletavam informações sobre uma ponte construída pela empreiteira brasileira no lago de Maracaibo, em Zulia. Dois ativistas venezuelanos que acompanhavam os jornalistas também foram detidos.

Procurada, a RecordTV afirmou que acionou o Itamaraty e a embaixada brasileira em Caracas para esclarecimentos. O Itamaraty confirmou que foi acionado pela emissora e disse que desde o início da tarde deste sábado está em contato com as autoridades venezuelanas para obter a liberação dos jornalistas.

O Sindicato Nacional de Trabalhadores da Imprensa da Venezuela lamentou a detenção dos jornalistas brasileiros e exigiu sua soltura.

Na semana passada, o Parlamento venezuelano aprovou a investigação do caso Odebrecht, em um debate que contou com a presença de legisladores da bancada governista. A Comissão da Controladoria convocou os representantes legais da empreiteira brasileira na Venezuela para prestar esclarecimentos.

Em 26 de janeiro, o Ministério Público confirmou que pediu informações sobre o caso ao Ministério Público brasileiro e solicitou ordem de captura internacional contra uma pessoa não identificada, que estaria ligada ao escândalo.

Segundo declaração do ex-presidente da companhia Marcelo Odebrecht, a Odebrecht pagou subornos na Venezuela que chegaram a US$ 98 milhões, ficando atrás apenas do Brasil. 
Informações: Folhapress



COMENTÁRIOS

Nome

Artigo Artigos Atualidade Ciências Comportamento Contas Publicas Corrupção Cotidiano Curiosidades Economia Eleições Emancipação Emancipações empresários Entrevista Esporte Futebol Americano Justiça Lava-Jato Municípios Policia Politica Política Politica Internacional Politica Local Previdencia Reforma Politica Reforma Política Saúde Seca Segurança Tragedia Turismo Universo
false
ltr
item
Blog do Farias: Jornalistas da Record que investigam Odebrecht são presos na Venezuela
Jornalistas da Record que investigam Odebrecht são presos na Venezuela
https://2.bp.blogspot.com/-OHug6n2UNEY/WJ-6n2UgFrI/AAAAAAAAEvE/fD0u0q5SR2ccR6eZqd3sEogkakMaSwowwCLcB/s640/naom_589fa82096eac.jpg
https://2.bp.blogspot.com/-OHug6n2UNEY/WJ-6n2UgFrI/AAAAAAAAEvE/fD0u0q5SR2ccR6eZqd3sEogkakMaSwowwCLcB/s72-c/naom_589fa82096eac.jpg
Blog do Farias
http://emancipaceara.blogspot.com/2017/02/jornalistas-da-record-que-investigam.html
http://emancipaceara.blogspot.com/
http://emancipaceara.blogspot.com/
http://emancipaceara.blogspot.com/2017/02/jornalistas-da-record-que-investigam.html
true
4216968732743182172
UTF-8
Nenhum post encontrado VER TUDO Ler mais Responder Cancelar resposta Excluir Por Home PÁGINAS POSTS Ver Tudo Recomendado pra você ETIQUETAS ARQUIVO SEARCH TODOS OS POSTS Nenhum post encontrado Back Home Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para desbloquear Copiar Código Completo Selecionar Código Completo Todos os códigos foram copiados para sua área de transferência Não foi possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C com Mac) para copiar